Boas Práticas

Boas
Práticas

Conheça os procedimentos técnicos que garantem os melhores
resultados no uso dos sistemas construtivos à base de cimento.

Sempre é possível fazer mais e melhor. Selecione abaixo um sistema construtivo e veja como obter maior desempenho em suas obras pelo emprego correto de boas práticas de projeto e execução.

Movimentação vertical e horizontal de equipamentos e insumos

Sistema Construtivo: Parede de Concreto
Atividade: Transporte
Objetivo da Prática: Planejar e otimizar a operação de movimentação vertical e horizontal de equipamentos e insumos no canteiro de obra.

Recursos necessários:  Planejamento logístico do canteiro
 Contentores, carrinhos e almoxarifados móveis

Procedimentos: O sistema Parede de Concreto utiliza uma metodologia construtiva voltada à produção de edificações em grande escala.

O sistema é recomendável para empreendimentos que têm alta repetitividade, velocidade de execução e industrialização dos processos executivos. Com isso, o planejamento logístico é um dos fatores fundamentais para o sucesso do
empreendimento.

O abastecimento da frente de serviço com os materiais, insumos e equipamentos deve ser planejado de modo a atender à demanda e ao ritmo de produção. Dentro do conceito de industrialização do processo, a movimentação de materiais deve ser feita mecanicamente, sempre que possível. Os insumos e equipamentos devem ser estocados diretamente na frente de serviço, já nas quantidades certas de consumo.

A boa prática recomenda a utilização de contentores, carrinhos ou almoxarifados
móveis, que podem ser distribuídos na frente de serviço conforme a atividade executada. Por exemplo, a utilização de almoxarifados móveis para a frente de serviço de armação e instalações elétricas e hidráulicas, contendo materiais e equipamentos de uso diário: arame para amarração de telas e vergalhões, tesoura de corte, caixinhas de elétrica para tomadas e interruptores, eletrodutos, EPIs, projetos etc.

Deve-se dimensionar a quantidade de almoxarifados móveis de acordo com as
etapas planejadas dos serviços e a quantidade de insumos necessários para
atender à demanda de, pelo menos, um dia de serviço. Teremos, por exemplo,
contentores para as etapas de armação e instalações, fôrmas e acabamento.

É importante projetar os almoxarifados móveis de acordo com as características do canteiro. Para obras horizontais, os equipamentos de movimentação devem conter rodas de dimensões compatíveis com o terreno em que transitarão. Já os contentores para obras verticais devem ser projetados de acordo com o equipamento de transporte vertical da obra: se forem utilizados gruas ou guindastes, estes devem conter alças para içamento. No caso de transporte vertical por guincho ou elevadores de cremalheira, as dimensões dos almoxarifados móveis não devem exceder as dimensões da cabine dos elevadores.


Resultado:  Racionalização dos serviços
 Organização da frente de trabalho
 Aumento da produtividade
 Diminuição de perdas de insumos
 Controle dos processos